Blog

Acontecerá entre os dias 24 e 26 de abril de 2019, na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, o IV Encontro Mulheres & Filosofia.



Será no auditório da FAALC, com abertura às 18h30 no primeiro dia e encerramento às 17h, no dia 26 de abril.



Inscrições para certificado de participação do evento e minicurso no link: http://bit.ly/InscriçãoMulheresEFilosofia2019



Confira horários e programação :



PROGRAMAÇÃO



24 de Abril, quarta-feira



18h30 – Abertura com Prof. Dra. Vivina Queiroz (Diretora da FACH), Prof. Ronaldo Moraca (Coordenador do curso de Graduação de Filosofia), Prof. Marta Nunes da Costa (organizadora)



19h –21h30 “Um feminismo de direita é possível? Sobre as relações entre Nova Esquerda, Feminismo e Conservadorismo Hoje”. Marta Nunes da Costa (UFMS) seguido de Réplica por Maísa Martorano (UNICAMP)



25 de Abril, quinta-feira



8h30 – 11 h – Mini- Curso “Uma História Feminista da Filosofia”, Janyne Sattler (UFSC)



16h – “Análise do filme Divergente numa perspectiva de gênero – um ensaio”. (acadêmicos do curso de Filosofia, UFMS, sob orientação de Marta Nunes da Costa) seguido de debate.



16h30 – “A análise foucaultiana a respeito do processo de diabolização do corpo feminino” Fernando Aparecido Nogueira da Cunha (acadêmico do curso de graduação em Filosofia, UFMS)



17h – “Reflexão sobre Ensaios no Feminino”. Luciano Magalhães Alves e Fernanda Laís Carneiro (acadêmicos do Mestrado Profissional de Filosofia, UFMS)



18h – Pausa



18h30 – Apresentação da Comissão de Ética da UFMS



19h00 - 21h30 – “Uma leitura, duas vidas: uma análise crítica da obra Ensaios no Feminino”. Márcia Bortolocci Espejo (ESAN/UFMS) e Dulce Maria Tristão (Pró-Reitora do Planejamento/UFMS)



26 de Abril, sexta-feira



8h30 – 11h – Mini- Curso “Uma História Feminista da Filosofia”, Janyne Sattler (UFSC)



13h30 - “Poder e violência em Hannah Arendt”. Talita Thomazini Carvalho (bolsista de iniciação científica sob a orientação de Marta Nunes da Costa, graduanda do curso de Ciências Sociais/ UFMS)



14h - “O Outro concreto na Filosofia de Seyla Benhabib como possibilidade de reconfiguração de um discurso político e moral nas teorias universalistas”. Ana Carolina Magalhães Gonzaga (mestranda em Filosofia, UNB)



14h30 - “O papel da Mulher Negra diante de uma Sociedade pensada por homens Brancos e para Brancos”. Mari Andrade (doutoranda em Educação, UFPel)



15h - “Estados alterados de Consciência na Produção artística de Lídia Baís: diálogos entre Ciência, Filosofia e Espiritualidade”. Prof. Me. Fernanda Reis (UFMS/UFGD)



15h30- “Contribuições femininas para a construção de conhecimentos no Brasil: o caso de Carolina Maria de Jesus”. Maísa Martorano Suarez Prado (doutoranda em Filosofia, UNICAMP)



17h – Encerramento



SOBRE O MINICURSO



Uma História Feminista da Filosofia, por Janyne Sattler (UFSC)



A tradição filosófica conta a sua história desde um pressuposto masculino amplamente partilhado: a filosofia se faz com homens e possui traços de homem, e constitui por isso mesmo uma superioridade sobre outras áreas do saber assim como sobre todas as mulheres. O desenvolvimento de uma perspectiva filosófica feminista questiona este ponto de partida bem como as conclusões parciais daí advindas e reavalia a história da filosofia ao enfatizar, por um lado, a misoginia de seus cânones e, por outro lado, a invisibilidade das próprias filósofas.



O objetivo de uma história feminista da filosofia é, portanto, contar uma outra história, ao fazer a crítica de uma tradição filosófica excludente e preconceituosa em seus conceitos e em sua metodologia, ao atestar a presença das mulheres como filósofas, e ao propor novas abordagens (metodológicas, epistemológicas, políticas, éticas) para o seu próprio fazer filosófico. Trata-se, portanto, de repensar o estatuto mesmo da filosofia, flexibilizando as suas margens teóricas e enriquecendo os seus processos de reflexão com conceitos e temas suplantados pela hegemonia do pensamento filosófico masculino. 



 



Tópicos do curso:



1. A crítica feminista à tradição filosófica em seu privilégio de gênero



2. A revisão feminista da história da filosofia



3. A presença das mulheres filósofas



4. Reflexões metodológicas alternativas



 



 



Beauvoir, Simone de. O Segundo sexo. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 2009.



Borges, Maria de Lourdes e Márcia Tiburi (org.). Filosofia: machismos e feminismos. Florianópolis: Editora da UFSC, 2014.



Butler, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Tradução: Renato Aguiar. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.



Davis, A. Mulheres, raça e classe. Boitempo Editorial, 2016.



Ferreira, Maria Luísa Ribeiro. O que os filósofos pensam sobre as mulheres. São Leopoldo, RS. Editora Unisinos, 2010.



Mill, John Stuart. A sujeição das mulheres. Almedina. Coimbra, 2006.



Pacheco, J. (org.) Filósofas. A presença das mulheres na filosofia. Porto Alegre: Editora Fi, 2016.



Pacheco, J. (org.) Mulher & Filosofia. As relações de gênero no pensamento filosófico. Porto Alegre: Editora Fi, 2015.



Tuana, Nancy, 1992. Woman and the History of Philosophy, New York: Paragon Press.



Waithe, Mary Ellen (ed.), 1987–1991. A History of Women Philosophers (Volumes 1–3), Dordrecht: 
Kluwer Academic Publishing.