Linhas de Pesquisa

I Encontro Internacional Do Grupo De Estudos Democráticos


O Grupo de Estudos Democráticos foi formado no final de 2016 e tem como principal propósito desenvolver pesquisas que tenham como tema central o conceito e práticas da democracia. O I Encontro do G.E.D. visa, por um lado, reunir os pesquisadores, membros associados e estudantes vinculados ao grupo, de forma a expor os projetos que estão sendo desenvolvidos; por outro lado, convidar pesquisadores e alunos de graduação e pós-graduação de todas as instituições, nacionais e internacionais, a apresentarem seus trabalhos no âmbito das linhas descritas abaixo, estabelecendo um diálogo crítico com a tradição a partir das perspectivas de Razões, Paixões, Utopias. Algumas das questões reguladoras deste Encontro são: de que forma o predomínio da razão (ou do ‘dar razões’) sobre as paixões contribui para as crises democráticas contemporâneas? Devemos/ Podemos falar de Uma razão ou de várias razões? Como defender a democracia no contexto em que este modelo e ideal parece estar sob ataque nos vários continentes? Que papel desempenham as paixões na construção do projeto democrático? Qual a relação entre democracia e utopia? Queremos colocar a Democracia em questão, problematizar e pensar novas possibilidades para um projeto democrático comum.

Acima de tudo, pretende-se que o I Encontro do G.E.D. seja um convite à partilha de concepções e formalizações de problemas contemporâneos acerca da democracia, de forma a promover à sua renovação, com particular ênfase no caso brasileiro.

 Português, espanhol e Inglês serão as línguas de trabalho do I Encontro.

 Palestrantes/ Pesquisadores confirmados: Alessandro Pinzani (UFSC), Helena Esser dos Reis (UFG), Yara Frateschi (UNICAMP), Emiliano Acosta (Vrije Universiteit Brussel/Ghent University), Jorge Alvarez Yaguez (Universidad Complutense de Madrid), Verlaine Freitas (UFMG),  Marta Nunes da Costa (UFMS).

 Aceitam-se resumos de até 500 palavras, e 5 palavras chave, para as seguintes linhas de pesquisa:

1. Críticas do capitalismo

O objetivo desta linha de pesquisa é explorar a relação entre democracia e capitalismo, a partir de um olhar crítico sobre autores modernos e contemporâneos, tais como Marx, Weber, Lukacs, Simmel, Polanyi, Habermas, Harvey, Boltansky, Hardt e Negri, Jameson, entre outros. 

2. Democracia e a questão do gênero

O objetivo desta linha de pesquisa é explorar a relação entre os ideais democráticos e a forma como estes se têm, ou não, atualizado pelas mulheres. Busca-se identificar as condições que conduzem à perpetuação das injustiças e de uma lógica de dominação necessariamente masculina e masculinizada. Pretende-se desconstruir os discursos que se dizem;democráticos; mas que contribuem para o reforço do status quo de injustiça, desigualdade e discriminação.

3. Justiça Democrática

O objetivo desta linha de pesquisa é identificar os modos pelos quais a concepção do vínculo entre liberdade, igualdade e fraternidade afeta e transforma o conceito e práticas de justiça. Tendo em conta que o nosso ponto de partida irredutível é, tal como Rawls, a perspectiva democrática, queremos analisar parte das críticas a Rawls, sobretudo as dirigidas por autores de segunda e terceira geração da escola de Frankfurt.

4. Teorias e práticas democráticas

O objetivo desta linha de pesquisa é olhar para a articulação entre teoria e práticas de democracia, a partir de contextos específicos nacionais e comparação entre eles. Dá-se especial atenção à invenção de mecanismos participativos e deliberativos e à forma como as três dimensões democráticas de representação, participação e deliberação se relacionam e se manifestam.

5. Democracia e Desobediência Civil

O objetivo desta linha é refletir de que forma a história da filosofia e teoria política podem nos ajudar a compreender as dinâmicas das democracias contemporâneas, marcadas por um contexto generalizado de uma crise da representatividade, déficit de participação e difusão de atores políticos numa ordem transnacional que muitas vezes nos força a questionar os limites e condições de possibilidade do projeto democrático.

Por favor incluir nome, email, e instituição na submissão do resumo. Estima-se que as apresentações deverão ter 20 minutos, seguidas de 15 minutos de debate.

Aceitam-se propostas até dia 15 de Setembro de 2017. Autores serão notificados no prazo de uma semana. 

 

Enviar proposta para o e-mail contato@estudosdemocraticos.com.br